Publicações

17º B FRON REALIZA EXPEDIÇÃO À GRUTA RICARDO FRANCO

Corumbá (MS) – Entre os dias 22 a 29 de julho, o 17º Batalhão de Fronteira apoiou a expedição do Grupo Pierre Martin de Espeleologia (GPME), que teve como objetivo o remapeamento da Gruta Ricardo Franco (MS-001, Cadastro Nacional de Cavernas do Brasil), uma das maiores cavernas do Estado de Mato Grosso do Sul, localizada no Pelotão Especial de Fronteira do Forte de Coimbra. Na expedição foram observadas características e peculiaridades interessantes que a gruta apresenta com destaque para a Fauna, a Geologia, a História e Beleza Cênica. Foram descobertos diversos condutos ampliando ainda mais a extensão subterrânea conhecida. leia matéria completa: http://www.eb.mil.br/web/haiti/noticias-braengcoy/-/asset_publisher/uIeNJ9eDHugv/content/17-b-fron-expedicao-forte-de-coimbra-gpme-2017-gruta-ricardo-franco-/8032597  

Causos GPME 30 Anos – Angelo Roncolato, despedida do Brasil

Causo de Angelo Roncolato, narrado na reunião do grupo de 19 de julho de 2017, em sua despedida do Brasil: Eu conheci o grupo em 2011, logo que cheguei ao Brasil. Fui procurar pela internet e entrei em contato com vários grupos. O único que me respondeu foi o Ericson que, com o meu português atrapalhado, conseguimos conversar via chat e combinamos que eles viriam me buscar no domingo seguinte ou dali a três semanas. Minha esposa, preocupadíssima com esse encontro: “Você não está na Europa, você está no Brasil!! Esses caras vêm te buscar, você não volta mais!!!” Foi engraçado, porque quando do carro desceram os dois (Ericson e Gilsan), eu tenho que dizer uma coisa: os espeleólogos, seja [...]

Grupo Pierre Martin de Espeleologia é homenageado em nova espécie cavernícola – Girardia pierremartini

Toca do Charco, Presidente Olegário-MG. Foto: Tamires Zepon Às vésperas de comemorar seus 29 anos de existência (dia 19 de Março), o Grupo Pierre Martin de Espeleologia (GPME) recebe uma grata surpresa e homenagem através da publicação de um artigo científico internacional que relata a identificação de duas novas espécies de planárias terrestres. O estudo, de autoria de pesquisadores brasileiros da Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS e da Universidade Federal de São Carlos - UFSCar (Laboratório de Estudos Subterrâneos), foi publicado na revista Zootaxa. Basicamente são descritas duas novas espécies de Girardia, cujo habitat são as cavernas. A primeira foi encontrada na Gruta da Baixa Fria, localizada em área de carste de São Desidério, Bahia, [...]

Lançado livro do RankBrasil (Recordes Brasileiros) com registro da Gruta do Riacho Subterrâneo

Está sendo lançado o livro do RankBrasil, com registros de recordes brasileiros, entre eles a Gruta do Riacho Subterrâneo, maior cavidade natural formada em granito do Brasil, de acordo com o CNC – SBE (Cadastro Nacional de Cavernas – Sociedade Brasileira de Espeleologia), com foto de Adriano Gambarini.  Localizada no interior da propriedade do Camping Casarão, em Itu-SP, a cavidade foi explorada e mapeada pelo Grupo Pierre Martin de Espeleologia. Saiba mais:   Maior Gruta de Granito do Brasil (Recorde Homologado RankBrasil) em Itu. Por essa nem Simplício esperava… Video TV GPME: Gruta do Riacho Subterrâneo Adriano Gambarini, NATIONAL GEOGRAPHIC Brasil – Gruta do Riacho Subterrâneo: a maior caverna em granito do Hemisfério Sul Gruta do Riacho Subterrâneo,Itu-SP (CNC SBE [...]

AS CAVERNAS DA CHAPADA DIAMANTINA E SUA FAUNA ESCONDIDA! A NOTAVEL IGATU!

Reproduzido com adaptações de Laboratório de Estudos Subterrâneos – UFSCar As belezas naturais da Chapada Diamantina há muito são reconhecidas mundialmente, apresentando, além de vegetação de Caatinga e campos abertos, remanescentes de Mata Atlântica bem no centro do estado da Bahia. Apesar de muito conhecida e visitada, a Chapada Diamantina, mais precisamente o povoado de Igatu, foi pela primeira vez alvo de estudos em seus subterrâneos. O resultado, como esperado, revela que Igatu apresenta riquíssima fauna troglóbia (espécies restritas a cavernas), ultrapassando 20 espécies em uma área pequena, além de inúmeras endêmicas. O artigo foi publicado por Jonas Eduardo Gallão e Maria Elina Bichuette, ambos do LES (Laboratório de Estudos Subterrâneos – UFSCar), no periódico Anais da Academia Brasileira de Ciências em março [...]